DIREITO DE SEGUROS

Este blog tem como principal objetivo transmitir informações relacionadas ao Direito de Seguros, em especial quanto ao posicionamento do Poder Judiciário. Entretanto, poderá também oferecer outras matérias relevantes e interessantes.

Serve também como canal de comunicação entre o nosso escritório e todos aqueles que tenham interesse nessa importante matéria cada vez mais integrada ao dia a dia.

Agradecemos por comentários, sugestões, opiniões que solicitamos sejam enviados diretamente para direitodeseguros@gmail.com

O escritório dedica-se ao Direito de Seguros desde 1992, patrocinando causas de Segurados e também de Corretores de Seguros na busca de seus interesses e na defesa de seus direitos.

Rua 15 de Novembro, 534 - sala 95
Fone: (47) 3326-2659
89010-000
Blumenau-SC


sábado, 13 de dezembro de 2008

Veículos batidos terão "ficha suja" no Detran a partir de 2009



Resolução do Contran determina até bloqueio do licenciamento de carros e motos envolvidos em acidentes graves; consumidor poderá consultar cadastro antes de comprar um usado

A partir do dia 1º de agosto de 2009, será possível identificar carros, motos e outros veículos envolvidos em acidentes e que voltaram às ruas sem condições de circulação.

O objetivo da resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) é aumentar a segurança da frota e permitir que o consumidor consulte o histórico de um veículo usado antes da comprá-lo.

Segundo resolução do Conselho, no momento do acidente, o agente de trânsito ou policial devidamente treinado vai elaborar um relatório classificando por pontos as avarias sofridas pelo veículo. A exemplo do que já acontece nas seguradoras, os danos serão classificados como pequenos, médios ou graves (caso de perda total).

Pontos e prazos A soma desses pontos vai determinar se o veículo tem ou não condições de continuar nas ruas. A medida valerá também para ônibus e caminhões e fixa prazo para que os Detrans de todos os Estados bloqueiem o licenciamento de veículos sem condições de circular. Isso será feito em até cinco dias, e o proprietário terá de ser notificado.
 
Fonte: Destak, 11 de dezembro de 2008.